Para quem quer saber o que fazer em Mogi das Cruzes – SP, existem diferentes opções de roteiros e pontos turísticos para aproveitar a natureza, a herança cultural e histórica do município. Os mogianos e os turistas podem aproveitar parques, memoriais, museus, igrejas e demais pontos históricos encantadores. Conheça os principais pontos turísticos de Mogi e aproveite todo o conforto e atrativos que a cidade tem para oferecer!

 

1.Vila Hélio – Centro Gastronômico e de Serviços de Mogi

 

A Vila Hélio é uma das mais antigas vilas do município, construída em 1951. O local foi inspirado nas vilas toscanas e foi modernizado para que pudesse ser um espaço gastronômico e de serviços. Está numa localização privilegiada, com fácil acesso às estações ferroviária e rodoviária, conta com estacionamentos e pontos de táxis e está próxima à Avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco e a Rua Professor Flaviano de Melo.

2. Memorial Helio Borenstein

Fundado pelo Grupo Marbor, o Memorial Helio Borenstein está localizado na Vila Hélio, na Travessa 21 de Maio. Retorne ao passado conhecendo a construção da vila e sua história, bem como a trajetória empresarial da Família Borenstein e do Grupo Marbor.

 

3. Mercado Municipal de Mogi das Cruzes

 

O Mercadão, no centro de Mogi, é um dos principais locais de compras dos mogianos. Aqui o visitante encontra açougue, adega, cereais, doces, ervas, mercearias, produtos naturais, restaurantes, hortifrutis direto do produtor e muito mais. É um ótimo lugar para quem deseja fazer turismo gastronômico, já que possui diversos pratos orientais.

 

4. Igreja Matriz, Obelisco e Museu Guiomar Pinheiro Franco

 

A Igreja Matriz de Sant’Ana está localizada na Praça Coronel Benedito de Almeida, em frente ao Obelisco de Mogi das Cruzes, marco zero do município, ou seja, local onde se formou o primeiro povoamento da região (Vila de Sant’Anna de Mogi Mirim). Inspirado nos templos cristãos, a igreja possui uma arquitetura italiana. Já o Museu, conta a história da família Pinheiro Franco e está bem próximo à igreja, no centro histórico da cidade.

 

5. Museu dos Expedicionários

 

Localizado na Rua Coronel Souza Franco, no Centro, o Museu dos Expedicionários é um dos tradicionais da cidade. Ele foi criado para guardar a memória dos expedicionários mogianos que participaram da 2ª Guerra Mundial. Nele existem livros, objetivos e outros pertences que fazem parte de uma exposição permanente.

 

6. Theatro Vasques

 

Para quem gosta de espetáculos, nada melhor do que conhecer o Theatro Vasques, cuja inauguração ocorreu em 1902. Ele está no Largo do Carmo, no Centro de Mogi e foi construído para ser uma casa de operetas e teatro de revista. Durante o Estado Novo foi fechado e, depois, reaberto em 1948 para sediar a Câmara Municipal. Em 1980, foi reformulado e recebeu o nome de “Paschoal Carlos Magno”, retornando ao nome original em 2002. Apenas em 2009, começou a funcionar de acordo com seu propósito original.

 

7. Igrejas do Carmo

 

O conjunto belíssimo das Igrejas do Carmo foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A igreja da Ordem Primeira foi construída em 1633, já a da Ordem Terceira em 1780. Os visitantes se encantam com a conservação e a riqueza de detalhes, as pinturas nos tetos da nave, na sacristia e na capela-mor.

 

8. Casarão do Carmo

 

O Casarão do Carmo foi construído no século XIX, de taipa de mão e de pião, no estilo colonial. Ele serviu de residência para a família Bourroul e depois passou a sediar atividades culturais e comerciais do município, a partir da década de 30. Então, assim que foi desapropriado, serviu apenas para atividades culturais. O local conta com o Museu Visconde de Mauá, a Sala Clarice Jorge e o Auditório.

 

9. Parques de Mogi das Cruzes

 

Para quem deseja estar em contato com a natureza e realizar atividades ao ar livre, existem três parques em Mogi das Cruzes indicados para isso. O Parque da Cidade, com 85 mil metros quadrados, possui playground, espelho d’água, orquidário, teatro e muito mais. Já o Parque Centenário da Imigração Japonesa é perfeito para quem quer conhecer a história dos imigrantes, pois há museu, lagos e elementos inspirados nesta cultura. Outra opção é o Parque das Neblinas, dentro dos municípios de Mogi e Bertioga, ele é uma reserva ambiental com diversas atividades de ecoturismo, pesquisa e educação ambiental.

 

Conte-nos: já conheceu ou quer conhecer algum desses pontos turísticos de Mogi das Cruzes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *